quarta-feira, 26 de novembro de 2008

INFORMATIVO PARA ORAÇÃO URGENTE!!!

E-MAIL INFORMATIVO PROJETO TOQUE
ENVIADO EM 26 DE NOVEMBRO/ 2008

Pessoal, estamos enviando este e-mail do Projeto Toque, clamando pra que estejam orando incansavelmente por nós, há quase sete anos atrás iniciamos este trabalho na boca do lixo (São Paulo) com mulheres que se prostituem, travestis, homossexuais, crianças em situação de rua, e viciados em crack; além do trabalho de rua em São Paulo, temos uma casa família em Piracicaba, local onde recebemos as pessoas que não têm pra onde ir, após passarem pela casa de recuperação. 4 missionários do Projeto Toque vivem com essas pessoas (Matheus, Mariana, Pedro (filho do casal), Joyce e Claudio), no momento estamos em 12 pessoas na casa, podemos receber mais algumas, mas mesmo assim estamos enfrentando um problema sério; muitas pessoas têm nos procurado tanto em Piracicaba quanto em São Paulo, demonstrando um desejo genuíno de sair das ruas, de parar com as drogas (principalmente o crack), mas não temos como ajudar essas pessoas, as casas de recuperação gratuitas estão lotadas, as pagas, têm um valor muito alto, e isso tudo tem nos deixado sem saber o que fazer, então estamos orando muito e pedindo uma direção pra Deus sobre isso, no momento não temos nenhuma condição de abrir uma casa, não temos dinheiro, nem local apropriado, nem obreiros suficientes, temos apenas disposição e um grande desejo de ver o Senhor libertando mais vidas da escravidão das drogas, pois não temos visto só na mídia o estrago que esse maldito crack tem causado nas famílias, mas pessoalmente. Então pedimos pra vc que ore, ore e ore por nós.
Essa é a nossa maior necessidade no momento, obrigado. Deus te abençoe.
PROJETO TOQUE

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Importância da Unidade

Escrevo mais uma vez para compartilhar um pouco daquilo que temos vivido.
Na primeira semana de outubro tivemos a oportunidade de participar de algo especial que Deus fez.
Nós juntamente com outros projetos que trabalham com crianças em situação de rua organizamos uma festa de dia das crianças. A festa teve teatro, música, cachorro quente, sorvete e contou com a participação de umas 50 crianças e adolescentes em situação de rua.
Nessa festa seria feito um convite para aquelas crianças que gostariam de sair da rua. Um abrigo cristão o ABA havia disponibilizado duas vagas para meninos até 13 anos. È um desafio e ás vezes uma frustração quando alguma criança pede para sair da rua, pois existem poucos abrigos e os abrigos ligados a prefeitura em sua maioria não são cristãos.
Uma grande dificuldade desse abrigo é a falta de obreiros, eles até poderiam receber mais crianças se tivessem mais pessoas para trabalhar.
Dois meninos atenderam ao apelo e depois de algumas dificuldades colocadas pelo próprio Conselho Tutelar foram encaminhados para o abrigo.
Um desses meninos sempre jogava bola com a gente, mas depois que começou a fumar crack nunca mais apareceu para o futebol. Uma semana antes da festa nós o encontramos chorando sozinho na rua, foi uma situação diferente pois parece que na rua a criança não pode mostrar seu lado frágil.
Outra coisa que nos chamou a atenção é que Deus trabalha na unidade apesar da diversidade. Essa festa foi organizada por vários projetos e esses meninos também haviam sido atendidos por vários projetos. O mérito em tirar os meninos da rua não foi de nenhum projeto em especial, mas sim de Deus que usa a multiforma do corpo de Cristo.
Fomos visitar os meninos no abrigo ABA duas semanas atrás, e ficamos muito felizes de vê-los sendo crianças novamente, andando de bicicleta, nadando, subindo na árvore,vivendo realmente como crianças, os meninos estão se adaptado bem ao abrigo, peço que vocês orem por eles para que eles continuem firmes longe da rua e das drogas.

O pessoal do REMIR fez um vídeo da festa da crianças, acessem o blog que também tem informações sobre outros projetos que trabalham no centro de São Paulo
http://redeministerialdeintercessaorua.blogspot.com/2008/10/boletim-especial-dia-das-crianas.html

Temos tido muitas oportunidades de compartilhar do amor de Cristo também com os travestis, apesar de termos passado um tempo sem muito sucesso nas visitas em suas casas, temos tido boas conversas na abordagem feita na rua, muitos tem mostrado um forte interesse de conhecer a igreja, e tem nos ouvido com atenção quando falamos da visão de Deus em relação ao homossexualismo.
Estamos desenvolvendo bastante amizade na rua, até mesmo com aqueles que antes não gostavam de conversar conosco. Na última sexta feira, no entanto fomos recebidos no apartamento de dois travestis, foi um tempo de fazer amizade com eles e que eles se sentiram amados e respeitados, comemos um bolo com refri e passamos umas boas 2 horas conversando, eles nos convidaram para almoçarmos na casa deles um domingo próximo, percebemos como somente Deus é capaz de abrir as portas para levarmos a Palavra à esses rapazes, muitas vezes ficamos tão focados na conversão, que não damos tanta importância ao tempo de construir uma amizade, ganhar a confiança das pessoas, amá-las realmente.

Por isso que nosso trabalho é baseado no relacionamento, Deus é um Deus relacional e é dessa maneira que Ele quer se revelar ao mundo.