terça-feira, 26 de agosto de 2008

Mãos erguidas para o céu

Faz um tempinho que não postamos notícias aqui no nosso blog, tem tanta coisa boa para escrever que nem sei por onde começar.
Bom, muitos já sabem que o Projeto Toque em Piracicaba mudou-se para uma casa maior.
Com a vinda de mais pessoas para casa nos deparamos com a necessidade de mais espaço e mais pessoas para ajudar a Joyce, oramos muito para Deus enviar trabalhadores e ele trouxe o Dinho que esta trabalhando e morando na casa família, o Matheus a Mari e o Pedro também voltaram para Pira e estão desenvolvendo outros trabalhos com o pessoal da casa, como além das trufas, estão fazendo salgados para vender e também um lava rápido. A casa fica bem perto do rio e o pessoal já até fez devocional ao ar livre na beira do rio, Deus realmente tem nos abençoado, ficaríamos mancos no trabalho de restauração das pessoas se não houvesse a casa família para acolher nossos irmãos que saíram de uma realidade tão dura e sofrida.
E agora temos espaço para receber mais gente.

Aqui em São Paulo temos aprendido tanto e visto o agir de Deus, conhecemos J. há quase dois anos, ela é usuária de crack e portadora do vírus HIV, muitas vezes a acompanhamos ao médico, e conseguimos vaga para ela na casa de recuperação, e na última hora ela desistia, ou só procurava nossa ajuda quando estava muito doente, como ela não tratava o HIV sempre contraía outras doenças que se agravavam, como tuberculose, da última vez que procurou nossa ajuda ela estava com as mão cheias de feridas e fungos numa situação muito ruim, mais uma vez a levamos ao médico mas o caso dela não era de internação, em situação de rua não tinha como se tratar, para nossa casa não dava para trazê-la porque temos criança e seria imprudente com a saúde dele, a casa de recuperação também não recebe pessoas no estado em que ela se encontrava, ficamos de mão atadas, sem saber o que fazer e tristes por nos sentir impotentes, então entregamos a situação para Deus.
Duas semanas atrás ela nos ligou dizendo que estava tratando a tuberculose em Campos do Jordão. Desde então ela tem nos ligado frequentemente, e vamos no domingo com um pessoal do Projeto 242 visitá-la, se ela permanecer até o fim do tratamento podemos recebê-la em Piracicaba.
Orem para que Deus à fortaleça para completar o tratamento
Poderia escrever um livro de testemunhos, mais uma coisa bem legal que aconteceu foi a abertura que estamos tendo de compartilhar do evangelho na casa de um travesti, temos visitado sua casa toda sexta-feira, ele mora com o namorado que sempre é bem receptivo, R. quer mudar de vida, na verdade ele terminou o relacionamento com o namorado e estão morando juntos por enquanto, ele se abriu bastante conosco e entende que Deus o criou para ser homem nos contou que fatores como abuso na infância contribuíram para opção sexual dele. Já faz meses que temos ido em sua casa, e sinceramente em nossa pequena fé achávamos muito difícil ele terminar o relacionamento com o namorado, também nunca tínhamos tido oportunidade de falar abertamente sobre o homossexualismo e a vontade de Deus em relação a sexualidade dele, até mesmo no dia que fomos a casa dele, fomos surpreendidos com a maneira como ele se abriu e com certeza nos alegramos pois sabemos que o Espírito Santo está trabalhando em sua vida.
Muitas vezes nos deparamos com situações em que nosso entendimento e limitação humana não podem trazer respostas e soluções, estas foram umas das inúmeras situações, NADA É IMPOSSÍVEL PARA DEUS!
Ele vai sempre trabalhar e agir aonde não podemos e quando menos esperamos, por isso que é tão bom viver na dependência e expectativa do que ele vai fazer.
Nosso papel simplesmente é ir, semear, quem da o crescimento é o Senhor.

Levantar nossa mãos aos céus e clamar ao Deus que vai a nossa frente na batalha, que traz o crescimento, por isso a oração de vocês é tão importante enquanto estamos no campo de batalha. (Êxodo 17. 8-13)

Pedidos de Oração:
Ontem recebemos uma moça que se prostitui no parque para fazer o curso de trufas, orem por ela, para que ela consiga sair da prostituição.
Pelo R. travesti que temos visitado.
J. que está em Campos do Jordão, recuperação da saúde e força para completar o tratamento.
Casa família em Piracicaba e os missionários Matheus, Mari e Pepo, Joyce, Dinho
Projeto Toque em São Paulo, Caetano, Fernanda, Adriano, Luciana e Artur, Melanie
Também pela Sarah de Mineapolis e Agata da Polônia que estão chegando mês que vem para trabalhar conosco.

Obrigada a todos que tem orado, contribuído e voluntariado conosco! Deus Abençoe!

Fernanda e família Projeto Toque.

Nenhum comentário: