quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Um Deus de amor muito maior que a minha dor

Fazenda Nova Aurora em Juquitiba


"Mas com tudo o que passei, hoje um pouco mais eu aprendi, pois se um dia eu só chorei hoje de verdade esperança encontrei. Jesus me alcançou, e mesmo embriagada, envenenada Ele me aceitou, usou pessoas com missão para me dar uma mão e me falar do Seu perdão; não vou dizer que de imediato tudo mudou, pois passar pelas ruas não é o que de pior pode acontecer, e sim ela passar por você, ela massacra ao permanecer, 'mas aí', hoje eu posso sorrir, pois mesmo tendo muito o que aprender, hoje eu sei pra Quem eu posso correr: é para um Deus de amor, muito maior que a minha dor."


Foram com esses versos rimados, que a Janaína testemunhou sua experiência de conversão, e logo após confessou sua fé em Jesus Cristo através do batismo no último domingo, na Fazenda Nova Aurora, da Missão Cena; lá funcionam 3 casas para a recuperação de homens, mulheres e crianças viciadas em drogas, álcool, ou com desvios de conduta (criminalidade, prostituição, etc...). Nós não temos nem palavras para descrever tudo o que Deus tem feito na vida da Jana, que há alguns dias fez sua primeira viagem missionária entre índios no Mato Grosso do Sul, ela e mais duas missionárias da Cena foram convidadas para ensinar artesanato à tribo, que por causa da bebida e más influências tem perdido sua identidade. Isso tudo nos dá forças pra continuar acreditando que Deus realmente pode transformar a vida do travesti, do menino em situção de rua, do viciado e da prostituta, e que enquanto nós vemos uma imagem e semelhança de Deus distorcida e detonada por causa do pecado e do sofrimento, Deus vê filhos e filhas muito amados por Ele e pessoas especiais que Ele pode usar para o engrandecimento do Seu Nome.
Hoje a Janaína vive com a sua nova família em Santo André, estuda, trabalha, luta (ou joga) capoeira, mas não quer ter uma vida normal, quer sim fazer diferença nesse mundo em Nome de Cristo.

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

A segunda chance


Nós aqui do Projeto nos identificamos muito com esse filme pois retrata um pouco de questões comuns à igreja como o assistencialismo, envolvimento de líderes cristãos com a política, a perda de identidade de alguns pastores que iniciam seu ministério com uma boa motivação mas que se perdem com o passar dos anos, e a distância entre cristãos de poder aquisitivo, cultura e até raças diferentes; é claro que por ser um filme americano não é exatamente a nossa realidade, mas tem muitas coisas pra nos ensinar, vale a pena conferir...

quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Invasão

Há alguns meses começamos um trabalho em um prédio invadido aqui na rua Mauá, (ao lado da estação da Luz). Realizamos um pequeno culto todas as quartas-feiras à noite para a comunidade, e para as crianças desenvolvemos algumas atividades como: desenhar, pular corda, música, teatro, etc... É impressionante o campo missionário tão amplo que existe em São Paulo (aqui temos de tudo, japoneses, chineses, muçulmanos, excluídos, undergrounds, universitários, artistas, intelectuais, sem teto, sem terra), e com todo respeito aos cantores e músicos realmente chamados por Deus das equipes de louvor das igrejas cristãs'; não consigo entender como é que tem tanta gente que se diz chamada por Deus pra cantar no louvor, e tão poucos (pouquíssimos) chamados para a real missão da igreja que é brilhar a luz de Cristo onde há escuridão. Bem, voltando a invasão... não é bem o que estamos acostumados a fazer, ao contrário do público que encontramos nas ruas, a maioria das pessoas desse prédio são batalhadoras, trabalham e lutam por espaço pra si e pra sua família. Quem desenvolve o trabalho com as crianças, é um casal muito querido do Projeto 242, a Kelly e o Marcelo, eles estão fazendo algo excelente com a "molecada"; e com certeza ficariam felizes com reforços... Fica aí o convite se vc mora em São Paulo, tem as noites de quarta-feira livres e deseja fazer algo pra Reino de Deus entre em contato com a gente... 11 32271155